Pesquisa sobre táticas para aumentar a entregabilidade de e-mails

12/09/13


O instituto de pesquisa MarketingSherpa, especializado no rastreamento em todos os aspectos de marketing, publicou recentemente o 2013 Email Marketing Benchmark Report.

Entre as questões feitas aos profissionais consultados, destacam-se as táticas que sua organização utiliza para melhorar as taxas de entregabilidade dos seus e-mails.

Esta é uma questão crucial. Quando não ocorre a entrega, isto é, quando o e-mail não chega ao destinatário como deveria, nada acontece. A principal tática constatada não é uma novidade: "oferecer um processo de fácil remoção do endereço de e-mail da lista de contatos", processo conhecido como opt-out.

Porém, apenas 62% dos profissionais estão fazendo isso, seguindo à Lei CAN-SPAM, que exige "um mecanismo de remoção visível e operacional presente em todos os e-mails", e também ao CAPEM - Código de Autorregulamentação para Prática de E-mail Marketing.

A surpresa foi o fato de 38% dos entrevistados não estarem utilizando essa tática. Lembramos que, além das boas práticas, há o fato dos destinatários de e-mails terem muito mais controle do que os destinatários de mala direta comum. Os destinatários de e-mails que se sentirem incomodados podem clicar no botão de reportar como spam. Se clicar neste botão for mais fácil do que remover seu endereço da lista de contatos, é bem possível que pela facilidade ele prefira reportar como spam, comprometendo assim sua reputação de remetente junto ao provedor deste destinatário. Confira abaixo o gráfico dos resultados da pesquisa.

Gráfico dos resultados sobre a pesquisa de táticas de entregabilidade de e-mails

Newsletter

Inscreva-se para receber notícias e artigos sobre e-mail marketing.


* Nome
* E-mail

Twitter